Virvi Ramos

Busca

Hospital Virvi Ramos

Programa de Humanização

Além da constante preocupação com os aspectos estruturais, técnicos e científicos envolvidos no atendimento ao paciente, o Hospital Virvi Ramos preocupa-se em garantir um atendimento humanizado que prima pela ética enquanto elemento impulsionador das ações e intervenções pessoais e profissionais.

A Humanização Hospitalar em nossa instituição consiste em um conjunto de ações que visam manter o desenvolvimento de uma cultura que fortaleça uma política de respeito e valorização humana.

Ao falar em humanização Hospitalar, referimo-nos a uma visão completa do processo de funcionamento do hospital, por isso as ações que reforçam a humanização contemplam a dimensão física – estrutural e a dimensão humana (funcionários, pacientes e familiares).

Atenção dirigida aos pacientes e familiares

Presença de familiares no ambiente hospitalar

A hospitalização gera no paciente um sentimento de temor com a perda da saúde, de ameaça da morte, do abandono, da dor, do desconhecido, da perda do controle da sua vida, por isso a presença de pessoas próximas trás para o paciente conforto e tranquilidade, auxiliando o mesmo na recuperação da saúde.

O Hospital Virvi Ramos disponibiliza um amplo horário para visitas que se estende das 07h as 20h Os visitantes recebem crachá de identificação de acordo com critérios de segurança. A equipe da recepção realiza controle de visitantes para que o número de pessoas no quarto não interfira nos processos de cuidado ao paciente.

Por entendermos que o vínculo entre pais e bebê é importantíssimo no período inicial da vida e em momentos em que a criança encontra-se debilitada fisicamente, na CTI pediátrica e no berçário, o acesso dos pais é liberado. Visando o bem estar dos familiares são oferecidas refeições para a mãe/pai que permanecer no hospital acompanhando o filho.

Acomodações para acompanhantes de crianças e idosos

Visando garantir o conforto e a segurança das crianças e idosos hospitalizados, são oferecidas para acompanhantes, sem custo, as principais refeições do dia e acomodações para pernoite, além de orientações por escrito de cuidados para prevenção de quedas.

Ciclo dia e noite na CTI

A Unidade de Terapia Intensiva constitui-se de um conjunto de elementos funcionalmente agrupados, destinados ao atendimento de pacientes graves ou de riscos que exijam assistência médica e de enfermagem ininterruptas além de equipamentos e recursos humanos especializados.

Para manter um ambiente natural e que permita a orientação temporal, a iluminação neste setor é controlada visando tornar o ambiente mais agradável e funcional, com iluminação natural e sistema de iluminação artificial que não reflita direto no rosto do paciente, respeitando o conciliar do sono do paciente.

Direito a informação

O momento da hospitalização geralmente vem acompanhado de ansiedade e questionamentos. Visando o acolhimento e bem estar de pacientes e familiares a instituição procura minimizar as dúvidas através do Manual do Cliente que é disponibilizado no momento da internação. O objetivo do manual é orientar os clientes quanto às normas de funcionamento institucional.

O paciente é visitado diariamente por seu médico assistente onde são passadas informações referentes ao seu tratamento. A equipe assistencial se apresenta no momento da internação e se coloca a disposição para esclarecimentos de dúvidas, prestando informações na realização de procedimentos para recuperação da saúde.

Quando o cliente internado necessita de atendimento de maior complexidade ao oferecido no hospital, seguimos o protocolo de referência e contra referência. Este sistema consiste na articulação com outras organizações de saúde para encaminhamento e retorno de clientes nos casos que superam a capacidade resolutiva da instituição. Tem por objetivo organizar e garantir a segurança do encaminhamento e retorno de clientes.

Os clientes encaminhados do Hospital Virvi Ramos a outros serviços de saúde têm asseguradas as informações relacionadas ao seu estado de saúde e tratamento pelo registro de referência e contra referência.

Direito a privacidade

O paciente inserido no contexto hospitalar sai de seu domicilio, onde possui o domínio do seu espaço, e é inserido em um novo ambiente onde encontra pessoas desconhecidas, num período de crise que é a doença. A invasão desnecessária do espaço pessoal e territorial do paciente por parte da equipe de saúde pode revelar indiferença ao conforto e dignidade do mesmo. Quando hospitalizado, indivíduo normalmente vivencia situações de menor privacidade e controle sobre seu corpo e a área que o circunda.

Levando em consideração a individualidade e privacidade, a equipe de saúde informa ao paciente/familiar sobre procedimentos que serão realizados e coloca biombos nos leitos semi privativos. Respeita o sigilo profissional como sendo uma postura de lealdade ao paciente em relação ao que é trazido pelo mesmo.

Pastoral

Muitas vezes, durante a hospitalização, os clientes encontram-se fragilizados e manifestam o desejo de atendimento espiritual. Com o objetivo de promover a manutenção do credo, a instituição permite visitas de equipes de pastoral, padres e pastores. Em consenso com o paciente e seus familiares, este atendimento é prestado nos leitos, bem como sacramentos de acordo com a fé individual.

Para os casos em que os clientes e familiares quiserem fazer orações em local reservado, a instituição oferece a Capela, situada no primeiro andar, que fica aberta 24horas. Neste local são realizadas celebrações eucarísticas semanais.

Serviço de psicologia

Sabendo da fragilidade física e emocional do paciente e seus familiares durante a internação hospitalar, o Virvi Ramos disponibiliza um profissional da área da psicologia para os clientes do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e Oncologia. O objetivo deste acompanhamento é trabalhar as questões emocionais que envolvem o processo de hospitalização, bem como suas consequências. Os atendimentos nos demais setores são realizados conforme solicitação médica.

Pesquisas de satisfação

Grande número de queixas e demandas dos pacientes e familiares podem ser resolvidos ou minimizados, quando o usuário sente-se ouvido, compreendido, acolhido e respeitado como pessoa pelos profissionais que o estão atendendo. Isso mostra que as iniciativas de humanização interferem fortemente na satisfação do cliente.

Todos os pacientes e familiares que utilizam os serviços da instituição são convidados a responder a pesquisa de satisfação. Após o preenchimento, a pesquisa é depositada em caixas específicas com lacre de segurança. Mensalmente as pesquisas são analisadas e é realizado contato telefônico com os usuários que se identificam como um processo de ouvidoria; também são realizadas ações de melhorias referentes às reclamações dos pacientes. Estas ações estimulam a autoestima do paciente, transmite segurança aos familiares, constroem imagem positiva dos profissionais e da instituição e desenvolve um sentimento de confiança entre pacientes, familiares e profissionais.

Comemorações em datas especiais

Buscando tornar o período de hospitalização mais acolhedor a instituição promove ações para lembrar datas comemorativas.

O aniversário de clientes internados é lembrado através de um cartão de felicitações que é entregue junto com o café da manhã.

No domingo de Páscoa são entregues cartões com mensagens alusivas à simbologia lembrada nesta data.

No dia das mães, pais e Natal é entregue um cartão com felicitações referente as datas junto ao café da manhã.

A hospitalização para as crianças é uma experiência cercada de medos. Visando um cuidado humanizado e acolhedor o hospital presenteia as crianças internadas com pequenos mimos no dia 12 de outubro.

O setor de Oncologia entrega aos pacientes e familiares uma lembrança no Natal e na Páscoa para confraternizar o ano que se passou e reafirmar os laços de amizade construídos durante o ano.

No período que antecede o Natal o objetivo é encantar através da decoração natalina. Os setores são ornamentados visando lembrar a data e tornar o ambiente mais receptivo. Às vésperas do Natal, o Coral Municipal realiza uma visita pelos andares e setores do Hospital entoando cânticos natalinos. Trata-se de um momento de grande comoção devido à proximidade com o Natal e o significado da data para as pessoas. No dia 25 de dezembro, auge da comemoração natalina, acontece a visita do Papai Noel aos pacientes internados.


Hospital Virvi Ramos - Rua Alexandre Fleming, 454 - Caxias do Sul - (54) 2108.8333

Desenvolvido por TUA Tecnologia